01/06/2015

As coisas que eu odeio... em mim.

grunge
Eu odeio os sentimentos intensos demais, eles podem ser bons e também podem fazer muito mal, também não gosto dos ressentimentos, todos dizem que nunca os guardam mas quando se lembram de uma fase específica sentem o mesmo aperto, e eu também odeio esse aperto. Eu odeio ser sincera demais pra admitir que tenho ressentimentos e que também sou sensível, ninguém quer parecer sensível. Às vezes odeio não me importar pra o que pensam, porque todos pensam muita merda, e odeio ser desequilibrada, fofa e rude ao mesmo tempo. Odeio minha insegurança e o medo de ser insuficiente, o medo de machucar uma pessoa, de me machucar. 

Odeio o fato de nunca conseguir me acostumar, o jeito como eu solto o ar, a maneira como eu penso no pior e como eu sou ansiosa, mau-humorada, respondona, impaciente, não levo tudo tão à sério, não gosto de brigas apesar de algumas vezes provocá-las e não me lembrar depois, Aliás eu sou péssima de memória, e odeio isso, mas os sentimentos, palavras e gestos sempre estão guardados comigo, destes eu nunca me esqueço. 

Eu não gosto de ser grossa e nem muito doce, gostaria de estar no meio termo, eu nunca estou no ponto certo e também não sei adoçar o café, eu odeio o meu pesadelo da última noite e passar o dia todo pensando nele, odeio ser nuvem escura quando gostaria de ser o sol, mas eu gosto de dias nublados... odeio não saber o que eu quero ser, mas eu sei que não há problema nenhum em ser eu mesma.




8 comentários:

  1. Não há problema algum, mesmo. Faz parte de você e a melhor coisa é o auto-conhecimento, isso você possui.
    São muitas contradições, acho que cada momento contribui para o que você mostra.
    A gente é movido por emoções, é assim.

    Não se odeie, quando você pensa assim tudo junto e misturado fica difícil de se aceitar.
    Parece uma confusão, mas faz parte do pacote de ser humano e te digo você não está sozinha nessa.






    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Léa, muito obrigada :) eu não me odeio, odeio alguns detalhes mas no fundo gosto da forma como sou por inteiro, que bom saber disso haha <3

      Excluir
  2. Adorei o seu post, se eu fizer uma lista de coisas que eu não gosto em mim ficaria horas aqui, mas com certeza oque mais eu odeio em mim é os sentimentos exagerados e a forma como eu também guardo rancor, não passo na cara, mas fica lá na memoria, guardadinho.

    http://idealizandolivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha Jennifer, nem me diga, tive que cortar alguns parágrafos desse texto, também tenho sentimentos muito intensos, não sei se são exageradamente intensos ou as pessoas que conheço são frias demais, Quem nunca né ? posso não ter raiva, mas tenho tudo gruardado também.

      Beijos <3

      Excluir
  3. Enquanto eu lia ia me identificando, é incomodo essa sensação de que somos 8 ou 80. Como tu disse, por que nunca um meio termo né? Talvez as coisas seriam tão simples e sem tantas preocupaçõe... Mas essas características são parte de nós, e que se não fossem elas não seriamos o que somos, confuso não?

    Como a Léa disse "A melhor coisa é o auto-reconhecimento", reconhecer que si próprio não é 100% controlada emocionalmente já é um grande passo para o seu próprio amadurecimento, pois nunca vai precisar que alguém diga algo pra ti. porque tu vai notar! Bom é isso, amar e odiar coias faz parte, pois um sentimento leva ao outro.


    "E o importante é ser você, mesmo que seja, estranho. Seja você, mesmo que seja bizarro..."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Carol, Porém quando as coisas são simples demais também ficamos incomodados, realmente não existe esse meio termo pra nós, mas cada característica e loucura vale à pena se somos especiais dessa forma.

      Excluir
  4. "...e como eu sou ansiosa, mau-humorada, respondona, impaciente... Odeio não saber o que eu quero ser, mas eu sei que não há problema nenhum em ser eu mesma."

    Muito bom, me identifiquei muito bom essas frases.

    http://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. também me sinto assim, sou hiper sensível mas não gosto de demonstrar. As pessoas sensíveis sempre sofrem mais, até por quem não merece. Mas não mandamos nos nossos sentimentos, só temos preferência em não sentir.
    www.rumorandhorror.blogspot.com

    ResponderExcluir

Dê a sua opinião sobre o que acabou de ler.
Por favor sem spam :)